ARTIGO

COMUNICAÇÃO ASSERTIVA

quarta, 15 de dezembro de 2021 às 16:06

Foto: TWS Comex

Em todas as áreas da empresa, sem exceção, é necessária uma comunicação assertiva, que envolvem desde o nível estratégico ao operacional. Segundo a fonoaudióloga e especialista em comunicação Lu Vianello, a comunicação é uma competência dos líderes. É uma habilidade que, de certa forma, já está na base neural da comunicação desde o nascimento. Isso significa que, parte do nosso cérebro já faz conexões com outros indivíduos de forma involuntária. De outro lado, parte da comunicação deverá ser explorada com treinamento, para que a comunicação seja aflorada e desenvolvida plenamente.

Dentro da comunicação é possível desenvolver a comunicação não-violenta, que leva o indivíduo a um outro patamar de comunicação, sem necessidade da utilização de poder, gritos, socos na mesa ou chamar atenção de forma incorreta.

A competência comunicativa é relacional e depende da cultura de cada sociedade, e dessa forma, espelha a cultura das organizações. Mesmo pessoas tímidas, pessoas introvertidas e expansivas podem desenvolver a capacidade comunicativa. Cada um com estilos e performances diferentes.

Dentre as diversas formas de se fazer uma comunicação citamos “storytelling”, que é a capacidade e habilidade de um indivíduo em contar histórias, além de proporcionar a conexão com outros indivíduos permite um maior engajamento com o interlocutor.

 

Como destravar a fala?

Por meio de uma comunicação assertiva, que consiste em fazer conexões com as pessoas, prendendo à atenção delas e se fazendo entender, por exemplo, falar de um assunto que a pessoa tem interesse, falar da cultura, da empresa, de alguma experiência ou simplesmente comentar a previsão do tempo, podem ajudar nesta conexão.

Podemos realizar a conexão de diversas formas, o ideal é pesquisar sobre a pessoa ou empresa para coletar informações e evitar assuntos polêmicos, que possam provocar o desinteresse do interlocutor.

Na liderança, é importante mostrar o “EU” para a equipe liderada, isso pode reduzir problemas de comunicação, além de proporcionar uma liberdade de pensamento e difusão de ideias entre a equipe.

A criação de um maior engajamento pode ser iniciada por um discurso que, utiliza uma pausa, usa técnicas de respiração, gestos para complementar a fala, e não se incomoda em utilizar o silêncio, que também faz parte do discurso. Além disso, as expressões do rosto e seus quadrantes, como: gestos, sorriso, elevação das sobrancelhas, ritmo, velocidade e tom da fala são imprescindíveis para a comunicação assertiva.

Neste sentido, uma dica para conseguir ser mais eficaz na comunicação é tentar acompanhar a velocidade e o ritmo do interlocutor, além disso, ele poderá se identificar contigo de forma involuntária, conforme comentei no início do texto. Esta técnica também é conhecida como Happort, que estabelece um relacionamento mais próximo entre as pessoas por meio da criação de empatia, assunto que abordarei em outro momento.

Provavelmente, você já deve ter ouvido num discurso pessoas que se utilizam de expressões para conectar uma frase ou pensamento a outro, como: né, tá, então, tá certo? concorda? éééé, ãããã, iiiii, entre outros termos. Uma dica para evitar as “bengalas” durante a fala é ficar em silêncio. O fato de não dizer nada enquanto resgata uma palavra que esqueceu traz uma conexão direta e involuntária. 

Já parou para ouvir o discurso do Ex-presidente dos Estados Unidos? Isso mesmo, Barack Obama?

Ele utiliza muito essa técnica do silêncio para prender à atenção das pessoas enquanto discursa, isso promove uma conexão e uma comunicação assertiva.

 

Como se relacionar com uma pessoa grosseira de gênio difícil?

Identificar as razões que levam a pessoa a ser grosseira é o primeiro passo. Dentre os principais motivos, podem estar a timidez, a introspecção, a falta de feedback dos líderes, a falta de diálogo entre os colegas, motivos pessoais, entre outros. É válido chamar a pessoa para uma conversa e perguntar como vocês podem melhorar a comunicação e sinalizar que precisa da ajuda dela para que isso aconteça.

O fato é que não existe uma receita pronta para melhorar a comunicação. Algumas pessoas possuem uma maior habilidade e outras necessitam de treinamento e desenvolvimento. Na comunicação assertiva o importante é compreender e ser compreendido.

 

Por Cleiton Germiniano

 

 

Simplifique os seus negócios internacionais

Venha para a TWS Comex e tenha acesso a tudo isso 24 horas por dia através do TWS Gestão Online